Irmã Francinete Amorim, Missionaria Capuchinha, contribui com retiro da Pastoral da Juventude em Alagoas

0
Postado 28 de maio de 2019 por irlucia em Vocação

esta imagem

Irmã Francinete Amorim, coordenadora do serviço de animação vocacional da Congregação das Irmas Missionárias Capuchinhas, contribuiu juntamente com o Professor José Wilson Correia, com orientação do retiro da Pastoral da Juventude de Arapiraca na diocese de Penedo em Alagoas, de 02 a 05 de março. O tema principal foi: “O tamanho da minha fé é o tamanho da minha humanidade” e o lema “Revisitando minhas raízes como Jovem, Igreja, e seguidor(a) de Jesus em um contexto de desafios e esperanças”. A referencia Bíblica,escolhida foi o texto de (Mt 17, 20) “Nada vos será impossível”.

 A proposta metodológica do Retiro, teve por finalidade colocar o jovem diante das fontes humanas, espirituais, eclesiais, pastorais e sociais (expresso no lema do retiro) que possibilitem um contato mais íntimo com os recursos necessários para elaboração de um projeto de vida de sentido e felicidade para ele. É nesse sentido que o primeiro passo se dá através do reconhecimento de que nossa humanidade está em íntima relação com o tamanho da nossa fé. Na parábola da “semente de mostarda” (Expresso na Iluminação Bíblica do retiro), Jesus, na verdade, não exige como critério para conhecer a verdade da fé dos discípulos o tamanho dessa fé, mas a qualidade dela. Não se trata, na compreensão de Jesus, de uma característica exterior, mas fundamentalmente interior, pois é da vivência interior que “… a fé move montanhas”, mesmo ela sendo do tamanho de um grão de mostarda, que é a menor de todas as sementes.

- Eis o desafio: reconhecer nas pequenas questões de nossa humanidade as potencialidades para sermos grandes na fé. É nesse sentido que “o tamanho da nossa é o tamanho da nossa humanidade” (expresso na temática do Retiro). Por isso, que o retiro pretendeu ser um momento profundo de perceber nas vivências mais humanas da vida do jovem um Deus que olha “Nada vos será impossível”. Nada mesmo, principalmente o que o jovem mais deseja: sentido de vida e felicidade.

 


Sobre o autor

irlucia


0 Comentários



Seja o primeiro a comentar!


Deixe sua resposta

(required)