Fundador e Co-Fundadoras

Livros, Revistas, Folders, Novena, Calendários, Pensamentos, Mensagens, Boletins...sobre o Fundador e Cofundadoras

Livros, Revistas, Folders, Novena, Calendários, Pensamentos, Mensagens, Boletins…sobre o Fundador e Co-Fundadoras

Dados Biográficos do Fundador da Congregação das Irmãs Missionárias Capuchinhas,o Servo de Deus, Frei João Pedro de Sexto São João.

Natural de Sexto São João – Milão – Itália, filho de Carlos Recalcati e Giudita Strada. Nasceu  em 9 de setembro de 1868. Realizou a vestição religiosa em Lovere dia 28 de fevereiro de 1884. Sua primeira Profissão dos Votos Solene foi realizada em Milão dia 02 de março de 1888. O Servo de Deus foi ordenado Sacerdote, em  Milão dia  23 de maio de 1891. Em  4 de novembro de 1894, recebeu o crucifixo missionário e aconteceu seu envio missionário,  dia 25 de novembro chegou ao Brasil. Em São Luis do Maranhão, Frei João Pedro chegou dia 3 de dezembro de 1894. Em  18 de dezembro de 1904 aconteceu a Fundação Congregação das Irmãs Missionárias Capuchinhas na Igreja Nossa Senhor Auxiliadora, em Belém do Pará e dia 5 de dezembro de 1913,  Frei João Pedro de Sexto são João regressa para a Casa do Pai em Fortaleza Ceará. Abertura Processo de Beatificação – 17 de novembro de 199- Frei João Pedro de Sexto São João, Frade Capuchinho, ofmCAP. 

Frei João 

Irmãs Co-Fundadoras: Irmã Isabel, Clara,

Irmãs Co-Fundadoras: Irmã Isabel, Madalena, Verônica ,Clara e Inês

 

As cinco Irmãs, Co-Fundadoras, juntamente com Frei João Pedro, seguiram para Colônia em Santo Antônio do Prata, no Pará, para darem inicio à missão com a  educação para crianças indígenas e filhos de migrantes nordestinos.  Após sua morte, as Irmãs enfrentaram dificuldades,  contaram com a  ajuda  dos irmãos Capuchinhos de Frei João Pedro,  Frei Estêvão e Frei  Robert e com a  força da oração e o poder do silêncio das Irmãs com a dor da ausência do Fundador sentiam a Fortaleza de Deus.  A Congregação reacendeu a chama do amor, sem perder de vista o ponto de partida.

Gislaine, vocacionada   da Congregação das Irmãs Missionárias Capuchinhas em  junho de 2013 – Fortaleza Ceará escreve o TCC sobre as Cofundadoras da Congregação ao concluir sua graduação em Turismo.

RESUMO 

O trabalho irá apresentar uma história, que tem como protagonistas cinco jovens canindeenses, que dedicaram a vida ao trabalho de pastoral na terceira ordem franciscana da cidade de Canindé, município do Estado do Ceará há aproximadamente 114 quilômetros da capital. Partindo dos pressupostos da missão e da vocação no âmbito da religião, é que se constrói o fio narrativo sobre a gênese dessa exitosa experiência. Frei João Pedro em busca de freiras para educar os índios no Pará, enfrentou muitos desafios, visto que os índios da época não eram civilizados e poucos se sentiam bem com a presença de missionários no local, contudo a notícia do massacre que aconteceu no Maranhão, onde todos que estavam na missa às 5 horas da manhã foram massacrados pelos índios, foi se espalhando e as congregações femininas não aceitavam o convite de educar essas crianças, e as que aceitaram não compareceram. Ao perceber o interesse das jovens em dedicar seus dias ao trabalho com os mais pobres, Frei João Pedro, após muitos dias de retiro, convidou as jovens canindeenses para fundar uma Congregação. Elas com simplicidade aceitaram o convite e migraram para o Estado do Pará para concretizar esse desafio, onde muitas irmãs preparadas não tiveram a coragem de partir para essa missão. Após cem anos de existência esta Congregação vem se firmando nos territórios brasileiros com trabalhos dedicados ao funcionamento e manutenção de escolas, postos de saúde, práticas ligadas à saúde alternativa, como também fisioterapia.  Além de outras ações realizadas com os moradores de rua e recicladores. Além das fronteiras brasileiras as experiências estão presentes na África (Moçambique) e na América Latina (Equador).

 

Fundador da Congregação das Irmãs Missionárias Capuchinhas

Fundador da Congregação das Irmãs Missionárias Capuchinhas